Volte ao SPIN

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Verão o teu rosto e não saberão quem és

Verão o teu rosto e não saberão quem és

Ai ai ai ai preciso escrever para sorrir simplificar felicitar
Morrendo de rir agora mesmo ao me lembrar do FBI eles destruíram minhas obras mas de nada adiantou pois fiz tudo de novo e farei quantas vezes for preciso neste exato instante posso enviar 70 x 70 obras de arte para o mundo aqui desta cadeira trono ah mas foi tudo tão fácil quer dizer foi e não foi e houve momentos em que fui fragilíssimo fortíssimo mas venci venci venci
Venci a morte várias vezes tendo sido o último encontro na data de ontem mas tudo se passou
Agora é vida essa vida repleta de cores sabores todos os odores: Incêndio pneu velho gases
Isso
Tenho todos os cheiros, quer dizer, eu não, ele, tenho que superar essas lembranças do passado que me levam a falar em meu nome quando na verdade é ele: Um personagem: Verão o teu nome e não saberão que és
Nome ou rosto, tanto faz

Compartilhei isso para os amigos do Facebook com o seguinte adendo. Adendo ou introdução ou epílogo ou introdução, tanto faz:

VERÃO O TEU ROSTO E NÃO SABERÃO QUEM ÉS
Essa frase é uma antiga revelação de sonhos
Melhor assim
A liberdade é tudo
A imitação é uma forma de acesso ao conhecimento: Teatro